Meio&Mensagem
Publicidade

Maximídia

05 A 07 DE OUTUBRO - HOTEL UNIQUE - SÃO PAULO/SP

Impacto do YouTube no PIB do Brasil em 2020 foi de R$ 3,4 bilhões  

Pesquisa realizada pela Oxford mostra também que 78% dos usuários afirmam que a plataforma os permite visualizar conteúdos que não são acessíveis através das mídias tradicionais

Carolina Huertas
6 de outubro de 2021 - 14h14

O estudo analisou que o impacto do YouTube é equivalente a 122.000 empregos em período integral no Brasil (crédito: reprodução)

O YouTube apresentou nessa quarta-feira, 6, durante o Maximídia o primeiro relatório da empresa sobre a contribuição econômica, social e cultural para Brasil. Realizado em parceria com a Oxford Economics, o estudo avaliou os dados de três pesquisas anônimas realizadas no País com 3.900 usuários, 900 criadores de conteúdo e 500 negócios. Presente na vida de 105 milhões de brasileiros, o YouTube Brasil possui mais de 20 mil canais com mais de 100 mil inscritos, sendo mais de 2 mil deles com mais de 1 milhão de inscrições, métricas que cresceram 30% em relação ao ano anterior. 

Com relação à renda, o número de canais que fizeram mais de R$ 10 mil em um ano aumentou 70% em relação ao ano anterior e estima-se que, em 2020, o ecossistema criativo da marca contribuiu com aproximadamente R$ 3,4 bilhões para o PIB do Brasil. Além de fomentar o equivalente a 122 mil empregos de tempo integral.  

“São números que nos fazem confiantes de estarmos de fato apoiando os empreendedores criativos, enquanto mantemos o YouTube uma plataforma segura para usuários, produtores de conteúdo e anunciantes, assim como um espaço aberto para a criatividade, o diálogo e a convivência de ideias diversas e, por que não, divergentes”, diz Patricia Muratori, diretora do YouTube Brasil. 

Dentro desse ecossistema, a pesquisa demonstra que a receita paga pelo Youtube impacta diretamente os criadores de conteúdo, divididos entre empreendedores criativos, empresas de mídia e a indústria de música, o que consequentemente tem um impacto direto na compra de produtos e serviços e gera um impacto induzido nas empresas de consumos, uma vez que os fornecedores e criadores consomem também em sua  rotina, fazendo a economia girar. Além da receita impulsionada pelo YouTube e gerada fora da plataforma.  

Empreendedorismo e internet  

O estudo identificou que os empreendedores brasileiros encontram no YouTube oportunidades econômicas fora e dentro da plataforma, pois conseguem compartilhar suas habilidades, expressar sua criatividade, além de alcançar mais pessoas. 

Os números mostram que 88% dos empreendedores entrevistados disseram que o YouTube tem tido um impacto positivo em seus objetivos profissionais; 77% concordam que a plataforma oferece oportunidades para a criação de conteúdo e geração de renda que não obteriam através das mídias tradicionais e 68% concordam que a rede gerou oportunidades adicionais fora da mesma. 

Explorando o universo comercial, 87% das empresas que possuem um canal concordaram que o YouTube os ajuda a entender seus consumidores; 85% delas também afirmam que o YouTube tem desempenhado um importante papel ajudando a aumentar sua base de clientes; 92% das pequenas e médias empresas que possuem um canal concordam que estar no YouTube contribui para que clientes encontrem seus negócios mais facilmente e 85% das pequenas e médias empresas que anunciam no YouTube concordam que os anúncios ajudam a aumentar suas vendas. 

Educação acessível  

Com um olhar para a parte educacional, a Oxford revelou que 100% dos alunos com maiores de 18 anos que utilizam a rede dizem utilizá-la como apoio para suas tarefas ou estudo; 99% dos usuários a utilizam para obter informações e conhecimento; 92% dos professores afirmam usar conteúdo da plataforma em suas aulas e 77% dos professores que utilizam o YouTube concordam ele contribui para o aprendizado dos alunos. 

Diversidade regional  

Por ter acesso a todas as camadas demográficas do Brasil, a empresa se coloca também como uma ponte de conexão de cultura e diversidade. Os dados mostram que 90% das empresas da indústria da música, mídia e entretenimento que possuem um canal no YouTube concordam que a rede desempenha um papel positivo no encorajamento da diversidade entre os criadores, 75% dos criadores concordam que a comunidade do YouTube os encoraja a criar conteúdos diversificados e inovadores, 94% dos usuários concordam que o canal é um lugar com conteúdo diversificado e 78% concordam que o YouTube permite visualizar conteúdos que não são acessíveis através das mídias tradicionais. 

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

Patrocínio Master

Realização