Meio&Mensagem
Publicidade

Maximídia

05 A 07 DE OUTUBRO - HOTEL UNIQUE - SÃO PAULO/SP

Google: conexão que gera valor

No terceiro e último dia de evento, big tech destacou o papel de sua ferramenta de buscas como termômetro para as mudanças do mundo

Taís Farias
7 de outubro de 2021 - 18h37

Projeto Starline, do Google (Crédito: Reprodução)

O Google quer usar a tecnologia para aproximar as pessoas. Nesta quinta-feira, 7, big tech apresentou o Projeto Starline no Maximídia. A iniciativa combina ferramentas de machine learning, inteligência artificial e algoritmos para unir pessoas que estão em lugares diferentes. A tecnologia cria uma reprodução 3D em alta resolução e oferece aos usuários a sensação de o interlocutor da conversa está sentado em sua frente. Confira:

Mas o Starline não é o único destaque do Google para criar conexões. De acordo com Flávia Verginelli, diretora de produtos e soluções do Google, a empresa está atenta às mudanças no comportamento do consumidor trazidas pela pandemia. Para isso, um termômetro valioso da companhia é a sua ferramenta de buscas. Segundo o Google, nos últimos dois anos, 15% das bilhões de perguntas realizadas pelos brasileiros foram inéditas. Ao longo da pandemia, temas como tecnologia, autoconhecimento, os acontecimentos do mundo, as questões raciais e a pauta LGBTQIA+ foram alguns dos responsáveis por mobilizar os questionamentos dos brasileiros.

A companhia está usando esses dados não só para entregar repostas mais acuradas para os usuários, como também entender de que maneira é possível servir melhor a sociedade. Fruto desse esforço estão sendo desenvolvidas ferramentas como a MUM, que usa tecnologia para permitir pesquisas em novos formatos, e o Address Maker, que por meio de código aberto vai gerar códigos postais para as bilhões de pessoas que não contam com um endereço físico.

Youtube no Brasil

Ao longo dos três dias de evento, a big tech reforçou seu compromisso social no Brasil e divulgou, pela primeira vez, o relatório sobre a contribuição econômica, social e cultural do Youtube, sua plataforma de vídeos para o País. Realizado em parceria com a Oxford Economics, o estudo apontou que a plataforma está presente na vida de 105 milhões de brasileiros e que o YouTube Brasil possui mais de 20 mil canais com mais de 100 mil inscritos. Em 2020, o ecossistema criativo da marca contribuiu com aproximadamente R$ 3,4 bilhões para o PIB do Brasil. Além de fomentar o equivalente a 122 mil empregos de tempo integral. 

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

Patrocínio Master

Realização