Meio&Mensagem
Publicidade

Maximídia

28 DE SETEMBRO A 01 DE OUTUBRO DE 2020 | ONLINE

Novas experiências como alternativa de entretenimento

Luis Cassio de Oliveira, diretor de marketing e comunicação da Elo, entrevistou artistas e executivos sobre lives e relação com marcas

Victória Navarro
1 de outubro de 2020 - 12h18

Em painel com conteúdo selecionado pela Elo, Luis Cassio de Oliveira, diretor de marketing e comunicação da empresa, reuniu artistas e executivos para discutir o futuro do setor de entretenimento, um dos primeiros a sentir os impactos do novo coronavírus. Para falar sobre o segmento, que encontrou alternativas online para chegar à casa de milhões de brasileiros, foram convidados os cantores Xand Avião, Sandy e Junior, Jorginho Peixoto, sócio da agência Carvalheira, e Santiago Maia, diretor comercial do Villa Mix. Confira as entrevistas:

 

Luis Cassio de Oliveira, da Elo, entrevistou Xand Avião

Xand Avião
Depois de 30 dias de férias, pós-Carnaval, a pandemia já tinha começado. Em um primeiro momento, eu fiquei um pouco abalado mentalmente. Foi uma abstinência de fãs, de viagens, de carinho, de correria para fazer dois shows em uma noite. Foi de uma hora para hora. Dormimos e, aí, acordamos sem isso. Já estamos em outubro e não voltou nada ainda. Nesta semana, junto com o Carvalheira, fizemos um show para o Borogodó Hotel. Poder ouvir de volta a voz de um fã, mesmo que da sacada de um hotel, me emocionou. As lives são maravilhosas, mas não tecnologia no mundo que consiga transmitir a voz de um fã gritando o seu nome e sua música. Isso, para mim, é o primeiro pontapé para a retomada. Não há uma vacina 100% liberada. Mas, acho que esse show deu um norte. Os fãs ficaram dos seus quartos, por exemplo. Vamos voltar, aos poucos, aos nossos shows. Isso gera uma cadeia de empregos, músicos, carregadores, montadores de show, iluminação.

Jorginho Peixoto, sócio do Carvalheira
O Borogodó Hotel foi diferente demais. A gente vendeu a capacidade permitida em quatro horas de venda. O grande desafio, na pandemia, foi criar eventos que pudessem ser trabalhados pós-pandemia. Esse é um produto que vai virar realidade. É um novo produto, para o nosso portfólio de eventos.

Há alguns anos, fizemos investimento em equipe de vídeo e fotografia. Antecipamos o movimento de ter virado uma agência de experience marketing. A gente não se limita mais a ser só uma produtora de eventos. Nós atendemos as empresas e marcas, a gente gera conteúdo, temos uma empresa de cenografia. Os patrocinadores nos procuram para ativar nossa base, o nosso principal ativo. Conseguimos trabalhar como agências, para as marcas.

Sandy
A nossa parceria com Elo foi muito bem sucedida. Começou no ano passado, com turnê Nossa História ao lado do meu irmão. Achei muito bacana a maneira como aconteceu, de um jeito mais interativo, através de placas, que os fãs levantam na música Quatro Estações, das bolas, que eram jogadas para o público na música Vamo Pula. Foi legal como essa parceria também se estendeu, também, para minha carreira solo, este ano, até nesse formato adaptada por conta da pandemia. Eu fiz live de Dia dos Namorados, com Elo. É tudo tão bem pensado e cuidado por vocês. Espero que se consolide, cada vez mais.

Junior
Uma vida toda tocando em palco com público presente. E, de repente a gente se vê fazendo live e tocando de frente para um câmera em um quarto da casa, mas sabendo que, ao mesmo tempo, tem milhares de pessoas te vendo. É muito diferente, mas de certa forma foi uma válvula de escape para muita gente. Fez um carinho, no coração das pessoas. E, vira uma nova maneira de trabalhar, de interação das marcas, do artista se apresentar. É uma transição. Isso, no futuro, mesmo após a pandemia, vai trazer mudanças.

Santiago Maia, diretor comercial do Villa Mix
Cumprindo a quarentena, nos questionamos sobre o futuro. Então, pensamos em fazer um evento focado no social. Fizemos o Villa Mix Esperança. Por meio dele, arrecadamos 520 toneladas de alimento. Tivemos 50 mil pessoas assistindo. Daquilo ali, tivemos uma boa lição. Com isso, tivemos a ideia de montar algo grandioso, como uma gravação de DVD. Fizemos um calendário de lives. A primeira foi com Os Amigos. Cheia de almofadas da Elo. No primeiro momento, sentimos o lado institucional das marcas. E, depois, conseguimos evoluir, de acordo com o que o mercado estava pedindo. Mas, sempre, de olho no público.

*Painel de patrocinador: Elo

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • jorginho peixoto

  • junior

  • luis cassio de oliveira

  • sandy

  • santiago maia

  • carvalheira

  • elo

  • villa mix

  • e

  • anunciantes

  • entretenimento

  • lives

  • marcas

  • shows

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

Patrocínio

Realização