Meio&Mensagem
Publicidade

MaxiMídia

3 E 4 DE OUTUBRO DE 2017 | HOTEL UNIQUE, SÃO PAULO - SP

Das compras à Bolsa de Valores: tudo é regido pela emoção

Painel da RBS desbravou as complexas reações do cérebro humano que fazem com que pessoas prefiram determinadas marcas

Bárbara Sacchitiello
4 de outubro de 2017 - 18h01

Pedro Calabrez, da NeuroVox, falou sobre as complexas associações do cérebro dos consumidores (Crédito: Denise Tadei)

O que têm em comum a cotação da Bolsa de Valores de Nova York, a checagem da previsão do tempo no celular e a compra de um pacote de biscoitos no mercado? Essas atividades – assim como todos os atos praticados pelos seres humanos – são regidos pela emoção.

Entender que nenhum ato dos consumidores é puramente racional é a primeira premissa que qualquer marca precisa internalizar para saber como atingir seu público-alvo. Para ajudar os publicitários presentes no MaxiMídia a refletirem sobre esses impulsos inconscientes, a RBS levou, em seu painel, Pedro Calabrez, sócio-diretor da NeuroVox e pesquisador do Laboratório de Neurociência Clínicas da Escola Paulista de Medicina da Unifesp.

Com exercícios de análise e exemplos que divertiram a plateia, o especialista procurou mostrar o quanto as escolhas humanas estão atreladas à percepções pré-determinadas e a idealizações construídas nos meandros do sistema neurológico. “Se uma pessoa ver uma garrafa de Coca-Cola e outra de Pepsi sem saber que em seu interior há somente Pepsi, ela, se gostar mais de Coca-Cola, vai achar a garrafa que contém o rótulo da Coca melhor. E não é somente a sensação de ser mais gostoso. Aquele refrigerante se torna, de fato, mais gostoso, pelo repertório sensorial que a embalagem e a marca trazem ao cérebro da pessoa”, exemplificou.

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • comportamento

  • Consumo

  • Neurociência

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

Patrocínio

Realização